Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro 11, 2011

vem cá kaninchen, vem lamber as mãos à dona!

Imagem

é assim que nos querem!

Imagem

os cubanos que paguem que é para isso que eles existem, porra!

Imagem

o inimputável, olha o inimputável, trás o inimputável

Imagem
Por Pedro Barroso (cantor)

Esta vergonha da Madeira exige reacção séria e incriminação política. E, já agora, investigação judicial imediata de quem geriu com tanta displicência e público dano, quem não declarou as contas como deve ser e escondeu mais de mil milhões de dívida e continua a "dezere" que "vá cuntenuore kas uobras".
Estão a brincar connosco? Lá por o Governo ser do PSD, e este palhaço servir para ganhar sempre as eleições locais, isso afecta que o homem seja um perigoso e irresponsável doente mental?
Fonte: http://www.facebook.com/groups/grito/

quem nos leva os despojos? isabel! isabel! isabel!

Imagem
Por Filipe Tourais
Como uma bomba, a novidade explodiu no ar. Novamente, ninguém viu, ninguém sabia e ninguém suspeitava sequer. As semelhanças entre o buraco do BPN e o buraco da Madeira, hoje noticiado, são mais do que muitas. Até no ar de caso do Primeiro-ministro, a dizer o que todos sabemos que o caso é gravíssimo, mas sem retirar a confiança política ao autor de um desvario candidato à secularidade. E cá estamos nós outra vez, prontos para pagar.
Já vimos este filme. Falta a entrada em cena de Isabel dos Santos e amigos e a cena da compra dos despojos a preço de saldo, evidentemente, depois de limpinhos de dívidas. Desta vez, nem é necessário nacionalizá-lo. Ora, o buraco do BPN era de 5,5 mil milhões. O da Madeira é de cerca de 1,6 mil milhões. O BPN foi vendido por 40 milhões. Com o câmbio da delinquência nestes níveis de linearidade, o cálculo do valor pelo qual a cada vez mais nossa Isabel poderá comprar a Madeira está ao alcance de qualquer um. Duas ilhas belíssimas e uma san…

assim nascem os grandes humoristas

Imagem
Por Filipe Tourais
O secretário-geral do PS, António José Seguro, acusou hoje o primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, de ser “cúmplice” de Alberto João Jardim a propósito do desvio nas contas da Madeira. Então, e o Sócrates? E o outro Coelho, o da Mota-Engil? Grande brincalhão.
Fonte: http://opaisdoburro.blogspot.com/

no tempo de sócrates, há poucos meses ainda, passos falava assim

Imagem
"Estas medidas põem o país a pão e água. Não se põe um país a pão e água por precaução."
"Estamos disponíveis para soluções positivas, não para penhorar futuro tapando com impostos o que não se corta na despesa."
"Aceitarei reduções nas deduções no dia em que o Governo anunciar que vai reduzir a carga fiscal às famílias."
"Sabemos hoje que o Governo fez de conta. Disse que ia cortar e não cortou."
"Nas despesas correntes do Estado, há 10% a 15% de despesas que podem ser reduzidas."
"O pior que pode acontecer a Portugal neste momento é que todas as situações financeiras não venham para cima da mesa."
"Aqueles que são responsáveis pelo resvalar da despesa têm de ser civil e criminalmente responsáveis pelos seus actos."
"Vamos ter de cortar em gorduras e de poupar. O Estado vai ter de fazer austeridade, basta de aplicá-la só aos cidadãos."
"Ninguém nos verá impor sacrifícios aos que mais precisam. Os que têm mai…

e, por falar nas gorduras do estado, o que lhe deve andar a fazer mal são as enxúndias do coelho

Imagem

direitos da criança? que é isso?

Imagem
Assim se transportam crianças na China. Direitos da criança? Direitos do homem? Mim não entendel nada disso.

bennett não está gagá

Imagem

aid for portugal

Imagem
Please donate candles and blankets to Portugal. After having just increased the VAT on gas and electricity from 6% to 21% now there are rumors that the government also intends to rise electricity prices some additional 30%.

chamem a polícia!

Imagem
Por Ricardo Alves
Estar sob os olhares da finança internacional e dos seus paus-mandados europeus tem perigos destes: hoje a Europa descobriu, pasmada, que tem um Estado federado chamado Madeira, uma espécie de enclave grego na Europa ocidental. Descobriram também que por lá o défice derrapa em 11% do PIB local, que o défice da República é agravado pelo ogre madeirense e mais ainda: que as contas da Região são aldrabadas.
Falta agora a União Europeia e o mundo descobrirem o resto: que o dinheiro é gastoaalimentar o clientelismo e a corrupção da recidiva salazarista da Macaronésia, a praxis anti-democrática indígena e achantagemseparatista. A pergunta fatal virá: e as autoridades centrais nada fizeram para asfixiar o monstro? E a classe política continental não poderá alegar desconhecimento, porque há décadas que o Tribunal de Contas detectava derrapagens e espertalhices contabilísticas na Bananalândia. E o anedotário político nacional entronizou Alberto João Jardim no papel de «bobo da…

o preço da madeira

Imagem
Uma boca do blogue 100 reféns:
Ao preço a que está a Madeira não admira que toda a gente opte pelo plástico.

uma centelhinha de esperança

Imagem
A direita foi derrotada na Dinamarca.

é espantoso como os políticos deste país sofrem todos de pinoquite aguda

Imagem

iuuuppiii! a primeira medida acertada do governo!

Imagem
Nada de embandeirar em arco. O espanhol.
Espanha angaria mil milhões de euros com imposto sobre maiores fortunas Por Carla Pedro

qualquer dia somos todos top models é o que é

Imagem
Ponto da Situação Por Ricardo Araújo Pereira
Passos Coelho bem avisou que iria fazer cortes na despesa. Só não disse que era na nossa. A nossa despesa com alimentação, habitação e transportes está cada vez menor.
Os portugueses vivem hoje num país nórdico: pagam impostos como no Norte da Europa; têm um nível de vida como no Norte de África. Como são um povo ao qual é difícil agradar, ainda se queixam. Sem razão, evidentemente.
A campanha eleitoral foi dominada por uma metáfora, digamos, dietética: o Estado era obeso e precisava de emagrecer. Chegava a ser difícil distinguir o tempo de antena do PSD de um anúncio da Herbalife. "Perca peso orçamental agora! Pergunte-me como!" O problema é que, ao que parece, um Estado gordo é caro, mas um Estado magro é caríssimo. Aqueles que acusavam o PSD de querer matar o Estado à fome enganaram-se. O PSD quer engordá-lo antes de o matar, como se faz com o porco. Ninguém compra um bácoro escanzelado, e quem se prepara para comprar o Estado tamb…

matai-vos uns aos outros

Imagem
Uma nuvem tóxica está a envenenar o ar de Camberra, na Austrália. Contudo, por ganância, continuamos a poluir, alegremente, até à solução final. Hitler não faria melhor.

... mas não te invejo os neurónios

Imagem
Disse ele hoje: invejam-me porque sou rico e bonito.

a pornografia das almas

Imagem

santa apolónia, porque quem fala assim merece o céu

Imagem

se há buraco há bicho, se há bicho há bicho da madeira

Imagem

propagandearei até que a voz me doa

Imagem

homem rico, homem pobre

Imagem
Estados Unidos, 2011.

ah!, o que são a gaga, a beyonce, a lopez ao lado destes?

Imagem

um grito de dor e guerra

Imagem
"Falidos!" é o livro mais devastador, lúcido, emocionante e esclarecedor que li nos últimos anos, talvez em toda a minha vida. Lê-se com um nó na garganta. 

Escrito por um autor anónimo, francês, que resolve abandonar tudo - carreira, bens de consumo, dívidas cada vez maiores e o alcoolismo com que anestesiava as frustrações de uma vida vazia - para ir viver nas margens do rio Mekong, um pobre entre os mais pobres da Terra, velhos aos 40 anos, meninos que trabalham de sol a sol. E escreve, com uma força e um talento ímpares, sobre o capitalismo, esta última fase do capitalismo, sustentado pela ideologia neoliberal, que tudo devasta e corrói à sua passagem.

Mas, para além de uma crítica aos políticos, "as putas da República", e à pornografia financeira, "Falidos!" é também um libelo acusatório contra o cidadão comum, contra nós, os que, sendo vítimas do sistema, pouco ou nada fazemos para o mudar, a não ser, acrescenta o autor, alimentando a blogosfera com a…

de costas ou de barriga, de rastos, joelhos ou cócoras, faremos o que eles ordenarem

Imagem

agora que os bancos não são seguros, há quem o guarde no colchão

Imagem

itália também já está nas ruas

Imagem

grossa cagada faz jardim

Imagem
A dívida aumenta e aumenta e aumenta. Mas há sempre quem vá a correr limpar-lhe o rabinho.


Fonte: http://henricartoon.blogs.sapo.pt/

a tanga da tanga que me deixa de trombas

Imagem
De Miguel Macedo a Passos Coelho, lá vêm eles com a cantilena de que a culpa disto tudo é do Sócrates.
Sócrates terá culpas no cartório. Muitas. Mas, meus senhores, falemos verdade ao menos uma vez na vida: as medidas de austeridade extremas, os aumentos imorais de impostos, a protecção aos super-ricos, não têm só a ver com o estado em que os socialistas deixaram as finanças, mas sim, e principalmente, com um plano generalizado, em toda a Europa, de destruição do Estado Social, de empobrecimento dos povos a favor de uma minoria cada vez mais obscenamente milionária.
Não venha com lérias Sr. Primeiro Ministro, com o fadário da tanga em versão revista e requentada, ou ainda vai substituir o amigo Durão em Bruxelas. Pelo seu jeito mesureiro, pela forma como sabe dobrar a cerviz à senhora Merkel, vai fazer sucesso.

eu tenho dois amores

Imagem
Lisboa e Porto nos inícios do século XX.


a infâmia

Imagem
É chocante ver como, no país que os acolheu e que lhes possibilitou uma qualidade de vida que nunca teriam no seu país de origem, estes muçulmanos exibem todo o seu ódio e arrogância.

stallone, make the voluntade to this crome, please!

se, pela mesma ordem de razões, o governo deixasse de meter água ...

Imagem

a ver se é desta!

Imagem

como o nosso governo devia educar o povo e tornar este país habitável

com políticos como este, como é que a europa se havia de endireitar?

Imagem

marinho pinto, oiçam-no!

mais uma mulher que dá gosto ouvir

Imagem

american dream

Imagem
O número de pobres nos Estados Unidos atingiu, em 2010, a cifra record de 46 milhões.

http://www.kaosenlared.net/noticia/capitalismo-numero-pobres-eeuu-llego-cifra-record-46-millones-2010

e se o ser humano agisse sempre com esta nobreza?

Imagem

amy winehouse com tony bennett

Imagem

se os portugueses vão ter falta de educação, assim como assim não podemos adiantar serviço e mandá-los à $@%!& já?

Imagem

a bolsa ou a vida!

Imagem

um povo que se deixa montar ou é manso ou é burro ou é manso e burro

Imagem

ao tempo do forte e feio

Imagem
Lembro-me como se fosse hoje. Subia com o meu pai a calçada do Combro e, chegados ao Loreto, entrávamos na Sapataria Oliveira, a que calçava Lisboa inteira, dizia a publicidade. Os olhos do meu pai dirigiam-se para a prateleira com os sapatos mais baratos. Tinham que ser fortes, para resistirem ao tempo, e feios, para que eu resistisse à tentação da vaidade, essa mariquice dos ricos. E, naturalmente, tinham que ser maiores do que os meus pés, para aí um ou dois números, os fedelhos estão sempre a crescer, o ordenado não.
Ou me engano muito ou estamos a voltar a esses tempos, do forte e do feio, do pobrezinho mas honrado, do pobrete mas alegrete. Assim façamos por isso, com a nossa passividade, a brandura que encantava Salazar e que tão cómoda é a Passos. Passos perdidos.

uma mercadoria como outra qualquer

Imagem
No telejornal da SIC, dedicaram uma reportagem ao Kindle e aos livros electrónicos. Coincidência ou talvez não, o único entrevistado foi o Director de Marketing da Leya. Estando ligado à área comercial, é muito natural que encare os livros como mercadoria igual a tantas outras, objecto de lucro, de estratégias de venda, de estudos de mercado, de deves e haveres contabilísticos. E, antevendo os proventos que este novo nicho poderá trazer ao negócio, é a favor da edição electrónica. Mas ... e os outros? Os editores, escritores, livreiros, leitores, para quem os livros são muito mais do que matéria mercantil, não terão direito, se for esse o caso, a defender os livros de papel?
Chamem-me velho do Restelo, se quiserem, mas eu cá vou continuar a preferir o livro tradicional, objecto de culto "muito cá de casa". Se quiser piadinhas interactivas, e outras modernices visuais e auditivas, vou à net, vejo televisão, compro um DVD, brinco com o telemóvel.
Boa noite. Vou ler.

o que é preciso é ter lata

Imagem
O ministro da Solidariedade Social (SS) acaba de inaugurar um bairro da lata de última geração. Equipado com esgotos ao ar livre, vala comum e dispensário de seringas para drogados, tudo o que é preciso para aliviar a canga da pobreza e a carga do Estado.

perguntas ao presidente cavaco silva sobre oliveira e costa, duarte lima e dias loureiro

Imagem
Por Tiago Mesquita
Gostava de ouvir o Presidente Aníbal Cavaco Silva falar um pouco sobre estes três senhores. Acólitos, amigos de casa, colegas de partido, de governo e de lideranças, conselheiros e companheiros de aventuras e lutas partidárias, vizinhos de Verão e sardinhadas.
Exmo. Sr. Presidente da República,
Tendo em conta tudo o que se tem passado, deixo-lhe algumas perguntas que me têm assolado o espírito, e estou certo que o de muitos portugueses, e que gostaria de ver respondidas, sabendo que jamais isso acontecerá.
1 - Onde pára Dias Loureiro?

o guarda-roupa que sobrou depois de pagos os impostos

Imagem

ai coitadinho que está a ser vítima do capital

Imagem
Alberto João Jardim considera-se alvo da "fúria" do poder financeiro O presidente do governo regional da Madeira garante que está a ser alvo da "fúria" do poder financeiro, por não permitir que este se sobreponha ao poder político, e acusou-o de organizar uma "guerra" contra a Região.

assim se avacalha o jazz

Imagem

como os vendilhões voltaram ao templo e se marimbaram para jesus

Imagem
Ceci n'est pas un riche
Por Ricardo Araújo Pereira
O recente debate sobre política fiscal é tão interessante quanto intrincado. Pergunta-se: quem tem mais deve contribuir mais? Eis um daqueles dilemas de solução impossível. Tirando o sentido de justiça e o mais elementar bom senso, não há nada que nos ajude a tomar uma posição definitiva. Devem os ricos pagar mais impostos do que os outros? É uma questão complexa. Arrebanhar metade do 13.º mês acima do salário mínimo é incontroverso, mas quando se trata de taxar grandes fortunas os analistas tornam-se filosóficos: mas o que é um rico?, perguntam. Parece tratar-se de um conceito vago e populista, comentam, com admirável prudência intelectual. Fazia falta um destes analistas no versículo 24 do capítulo 19 do Evangelho segundo São Mateus. Quando Jesus dissesse que é mais fácil um camelo entrar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus, o analista havia de contrapor: "Mas, Senhor, o que raio é um rico? Absten…

que nojo, só fazem lixo e no lugar delas podem brotar rentáveis investimentos

Imagem
Por Jorge Fliscorno

«Desde o início do verão que a Câmara de Oeiras tem desenvolvido um plano de intervenção que prevê oabate de 90 por cento de árvores na freguesia de Santo Amaro de Oeiras, uma decisão que tem sido alvo de protestos.» na Rádio Ocidente

abraços de ternura

Imagem

dá-lhe agora, que está de costas!

Imagem

é o que eu digo, com mais ou menos celeridade estamos a voltar aos tempos da escravatura

Imagem
No Condado de Bedfordshire, no Reino Unido, foram descobertas 24 pessoas a viver em condições de escravatura. A polícia britânica suspeita que este caso de escravidão possa ser um mais graves da época moderna, avança o The Telegraph.

uma gotinha de bálsamo neste mar de amarguras

Imagem
Para o somali Mukhtars, motorista de autocarro na Dinamarca, o seu dia de anos ia ser um dia de trabalho como outro qualquer ...

selecção nacional

Imagem

o sacrifício dos portugueses para o engrandecimento da nação

Imagem
E com este despesismo, ninguém se preocupa?
Por Pedro Quartin Graça

“Os sacrifícios são para ser ‘distribuídos’ por todos os portugueses" Aníbal Cavaco Silva, Presidente da República
A Presidência da República custa 16 milhões de euros por ano (163 vezes mais do que custava Ramalho Eanes), ou seja, 1,5 euros a cada português. Este dinheiro, para além de pagar o salário de Cavaco, serve para remunerar ainda os seus 12 assessores e 24 consultores, bem como o restante pessoal que garante o funcionamento da Presidência da República.

as torres gémeas e a queda das mentiras

Imagem
O governo mais mentiroso na história dos Estados Unidos colocou sobre a mesa três informes para esclarecer o que aconteceu no dia 11 de setembro de 2001. O que dizem é muito simples: esse dia foi realmente histórico porque se romperam as leis mais elementares da física. Mais de 1.500 engenheiros, arquitetos e físicos pedem uma nova investigação sobre o que ocorreu neste dia em Manhattan. O artigo é de Alejandro Nadal, do La Jornada.

ninguém compra elefantes, muito menos se forem brancos

Imagem
Por Ricardo Alves
O estádio de jogo de «pé-na-bola» de Leiria custou 100 milhões de euros. Vai (irá?) a hasta pública por 63 milhões de euros. Nunca encheu. Serviu para «satisfazer os mínimos» para a organização de um torneio qualquer em 2004. Hoje, é «a maior causa de sufoco financeiro» da autarquia.
Foi gira a festa, não foi?
Fonte: http://esquerda-republicana.blogspot.com

no tempo em que os animais falavam

Imagem

cenas dos nossos próximos capítulos

Imagem
Por Filipe Tourais

Aqueles selvagens daqueles gregos não percebem que estão a ser salvos. Mais um pequeno esforço, correspondente a 400 ou 500 euros por família de classe média, a juntar à sucessão de centenas de euros das delapidações dos últimos salvamentos e ao desmantelamento dos serviços públicos dos últimos meses não foram bem acolhidos por este povo ingrato. O que é que a restante Europa vai pensar deles? Que a obediência e a subserviência moram em Portugal, só pode.
Fonte: http://opaisdoburro.blogspot.com/

ratazanas

Imagem
Sempre ouvi dizer que, quando um barco se afunda, são os ratos os primeiros a abandoná-lo.

ajoelhou, tem que rezar

Imagem
Marcus Bachmann, marido de Michelle, candidata republicana à presidência dos Estados Unidos, tem uma clínica onde, alegadamente, a homossexualidade, essa execrável doença, é curada através de orações. Veja-o e pasme-se.

guerra ao terror ou guerra de terror?

Imagem
Invasões, guerras, milhares e milhares de mortos, prisões, tortura, milhões de dólares gastos em empresas privadas de mercenários, em armamento e na suposta "reconstrução" do Iraque. Infelizmente, Obama não quer ou não tem força para mudar a situação. E o mundo, aterrado, aterra-se.

pulhas em pilhagem

Imagem
Sem desprimor para a da fotografia, que até parece simpática, a maior parte das pensões que os portugueses recebem não são económicas. São miseráveis. Como miseráveis são os homens e mulheres que acumulam reformas e benesses, umas atrás das outras, ao mesmo tempo que gritam, escandalizados, que os portugueses gastam acima das suas posses.  A culpa da crise não é nossa. Mas nossa é a culpa de termos permitido a esta gente galgar aos poleiros e cagar Portugal. Tragam creolina!

portugal moribundo

Imagem
Hoje estive em Tomar. Vi estátuas vivas e lojas mortas.