Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro 16, 2012

tome lá, porque é natal (8)

Imagem
Fotografia: https://www.facebook.com/internationalriot

tome lá, porque é natal (7)

Imagem
Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

retrato de um país acossado

Imagem
Fotografias: Paulete Matos

tome lá, porque é natal (6)

Imagem
Desta vez foi no Algarve, junto à casa de férias de Cavaco Silva, não sei quê da Coelha, que entre coelhos e coelhas este país é uma coelheira, ou não procriassem as criaturas como coelhos e sabem de que criaturas falo, para bom entendedor meia queca basta. Pois é. Os representantes do Pai Natal na Terra, abençoados sejam, resolveram ir protestar contra as portagens na Via do Infante. No sapatinho de Cavaco, deixaram vários presentes sob a forma de mensagens, tais como “Cavaco Silva demite o Passos e demite-te” ou “Valor da casa da Coelha – segredo de Estado”. Toma. Embrulha!

os fados que nos fadam, as siglas que nos f....

Imagem
Ilustração de Gui Castro Felga

aos felizardos que moram em bom porto

Imagem
Cartaz de Gui Castro Felga
Mais informações em: http://www.maushabitos.com/

não tenham paciência!

Imagem
Por Carvalho da Silva http://www.jn.pt
"Tenha paciência" era o que diziam as almas caridosas aos "mendigos" quando lhes faltavam trocos na carteira, ou vontade para dar qualquer coisa. "Tenham paciência" é o que o governo PSD/CDS nos vai dizendo quando fala da "dívida" e das suas receitas para a pagar, que além de nos colocarem coletivamente pobres, nos exigem a desistência da dignidade durante décadas.
Não tenhamos paciência! Sejamos calmos e ponderados, mas determinados contra estes apelos à resignação e ao retrocesso.
Não condescendamos com os "perigos" de os protestos contra as políticas deste governo poderem gerar instabilidade política. A pior das instabilidades é a que está instalada em S. Bento e em Belém. O que está em causa é a venda ao desbarato do país, ou a entrega a interesses particulares, das suas melhores empresas, dos seus sistemas públicos de saúde, de educação, de pensões. Se deixarmos este governo à solta, nem as …

que miséria!

Imagem
Por Constança Cunha e Sá http://www.ionline.pt
Já se sabia que este governo é pródigo nos alvos a abater. De uma forma geral, os portugueses são “piegas” e preguiçosos, sempre a queixar-se de tudo e mais alguma coisa e invariavelmente à cata de feriados e de férias a que não têm obviamente direito. Para o primeiro-ministro e os seus acólitos, vivemos um tempo de ajustamento não só financeiro como principalmente moral. Com eles chegou a altura de um povo perdulário que sempre gastou “acima das suas possibilidades” perceber, de uma vez por todas, que não passa de um conjunto de pelintras que tem de se “ajustar” aos novos tempos através do desemprego, da quebra de rendimentos e dos cortes nas prestações sociais. O caminho, dizem-nos, é o empobrecimento para níveis insuportáveis, de forma a compensar a irresponsabilidade lusa das últimas décadas.
Como se compreende, dentro desta lógica, os chamados “direitos adquiridos” são um resquício de outros tempos e a Constituição transformou-se nu…

tome lá, porque é natal (5)

Imagem
É um Pai Natal de Austin, no Texas. Activista do Movimento Occupy, foi preso durante uma acção de apelo à paz promovida com crianças. A acusação, suponho eu, não será a de porte de arma, mas de giz.

Fotografias: http://www.austinchronicle.com

o novo menino guerreiro

Imagem
O marechal, o nosso marechal Pétain, decidiu hoje animar as hostes. Comparou-nos a soldados e a crise à guerra do Ultramar. Isso, do Ultramar, foi como ele disse. Pois, senhor marechal, fique a saber que consigo não marcho nem dou dois Passos. Para si, sou objector de consciência, desertor, refractário, o que quiser. Não estou ao seu lado nessa luta. Não sou filho da dita.
Fotografia: http://noticias.sapo.pt

se não acabou a culpa não é nossa, tudo fizemos para que tivesse acontecido

Imagem
2012 num minuto.

tome lá, porque é natal (4)

Imagem
Numa manifestação de estudantes ontem, no Chile.


tome lá, porque é natal (3)

Imagem
O tiozinho passou-se! Christopher Lee, aos 90 anos, grava duas canções ao estilo do heavy metal. Isso mesmo, aquela música, se é que aquilo é música, que deixa qualquer um mouco e louco, à beira de um ataque de tremuras e cefaleias. Mas não são uns temas quaisquer, são canções de Natal. Nem mais: "The Little Drummer Boy" e "Silent Night". Quanto tiver a idade dele, se algum dia vier a ter a idade dele, quero ser assim. Melhor, quero cantar rap, hip-hop ou essas coisas que os idosos cantam.

tome lá, porque é natal (2)

Imagem

fim do mundo, não foi hoje mas um dia será ...

as damas da caridade no jogo da miséria

Imagem
Por João Vilela
Os telejornais, dia sim dia sim, têm andado a apresentar, em tom laudatório e vagamente baboso, as iniciativas "da sociedade civil" (essa belíssima invenção) para combater a pobreza neste período de dificuldades. Não há sopa dos pobres, distribuição de cobertores aos velhinhos, entrega de brinquedos aos putos, venda de Natal para ajudar os pobrezinhos, que não receba aplausos e elogios pela sua natureza solidária, fofinha, amiguinha dos mais necessitados. Isto não é simplesmente desresponsabilização de quem tem de combater a pobreza, a exclusão, e a miséria humana. Isto não é só escamotear que estas são as consequências do pacto de agressão e da destruição premeditada e sistemática da economia nacional. Isto é um projecto de sociedade, pautado pelo fim das políticas sociais e sua substituição pela filantropia dos ricos e pela perpetuação da dependência dos pobres.

a 2 de março façamos estardalhaço, a rebelião faz a força e eles precisam de um cagaço

Imagem
Somos todos precisos. Todos e todas: funcionários públicos e do privado, efectivos, contratados, precários, reformados, pensionistas, estudantes e desempregados. O Orçamento do Estado para 2013 vai ser posto em prática contra nós. Cortes, penhoras, despejos, despedimentos, dispensas são uma realidade diária, imposta à força, no país em que vivemos. Custe o que custar, dizem. Doa a quem doer, dizem. Mas sabemos que custa sempre aos mesmos, que dói sempre aos mesmos. E que os mesmos somos sempre nós.
2013 ainda não começou e já sabemos bem demais o que aí vem, porque a fome já se faz sentir em muitas casas, em muitas ruas, em muitas escolas. A doença e a miséria já matam, aqui e nos outros países reféns da Troika, esse governo não-eleito que continua a decidir o nosso futuro, que continua a condenar-nos os sonhos à morte, o futuro ao medo, a vida à sobrevivência. Gente que ninguém elegeu e que fala já de medidas de contingência para este mesmo Orçamento, que passarão, dizem, por novas …

agora, falo eu!

Imagem
Um homem, vestido de escocês, vá-se lá saber porquê, gritou "Agora, falo eu!" hoje, na Assembleia da República, quando Passos Coelho se preparava para discursar. Foi corrido pela polícia, não sem antes amachucar o seu Cartão de Cidadão e atirá-lo lá para baixo, para as bancadas dos parlamentares.
Fazem-nos falta mais destes incidentes, que acordem os cidadãos amodorrados. Manifestações? Fazem falta. Greves? Fazem falta. Mas fazem também falta outras acções, radicalmente criativas, que proclamem, bem alto, que a democracia em que vivemos é uma aldrabice, que o que se pede ao povo é que, levado ao engano e no engodo de promessas vãs, vote de quatro em quatro anos.
A democracia pode, deve, tem que ser mais do que isso. Passos Coelho não recebeu carta branca para destruir o Estado, vender-nos ao desbarato, desmantelar a Saúde e a Escola públicas, até porque o desmentiu durante toda a campanha eleitoral e anunciou exactamente o seu contrário, sob uma aura de probidade a que, nem…

um conto de natal pelo pai gaspar

Imagem

lembra-se dela?

Imagem
É Aesha Mohammadzai, uma afegã desfigurada pelo marido e cuja foto (em baixo) correu mundo e valeu ao seu autor o prémio World Press Photo. Prometida pelo pai a um guerreiro talibã quando tinha apenas 12 anos, Aesha tentou fugir do marido, que a castigou cortando-lhe o nariz e as orelhas. Aesha encontra-se refugiada nos Estados Unidos, onde foi submetida a operações para reconstituição do nariz, agora artificial, e cirurgia plástica.
Fotografias: http://www.sabado.pt

o presidente que queria ser rei

Imagem
Um monarca não vota nem veta. Um monarca corta fitas, sorri à plebe, acena à multidão embevecida. Um monarca tem a vidinha assegurada, a sua e a dos seus. Um monarca é-o para toda a vida. Um monarca nada decide, nada faz, nada diz. Um monarca não decora a Constituição, decora a Pátria, atrai turistas, inspira os fabricantes de souvenirs. Um monarca pratica esqui em Chamonix, caça elefantes no Quénia, joga golfe em Saint Tropez. Um monarca não vive ao lado de um museu de coches, faz-se transportar neles. Um monarca usa coroa de ouro, manto de arminho, ceptro de marfim. Um monarca não se maça com papelada, não estuda dossiers, é feliz.
Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com/

tome lá, porque é natal

Imagem

manifestações rigorosamente vigiadas

Imagem
Espanha inventou uma nova variante do Big Brother. Os capacetes da polícia de choque são o último grito high tech, com câmaras incorporadas. Os polícias são pagos para desancar nos manifestantes e, ao mesmo tempo, filmá-los. Esta fotografia foi obtida hoje, em Madrid, durante uma manifestação contra as privatizações na Saúde planeadas pelo governo Rajoy. O melhor reality show de todos os tempos está a chegar. Sem sexo, mas com muito sangue e pancadaria ao gosto dos fãs de porrada e filmes de acção. Brevemente, também em Portugal. Não somos menos do que os espanhóis, joder!

Fotografia: https://www.facebook.com/internationalriot

a derrota de relvas

Imagem
O amigo Efromovich foi-se. Relvas perdeu. Tal como com a TSU, a indignação ia alta e o governo recuou. Uma prova de que, quando as vozes se erguem e se unem, a arrogância governamental fraqueja e o governo foge com o rabinho entre as pernas, como qualquer puto reguila armado ao pingarelho, o gandulo do bairro, o fortalhaço da treta.
Foi o fim de Efromovich. Relvas caiu em desgraça. Já não era sem tempo.

responda-me quem souber

Imagem
Há partes do globo onde já é dia 21. Digam-me: o mundo, por lá, já acabou?


saudades do meu porto de abrigo

Imagem

esta é a voz: miguel relvas, tem um minuto para abandonar o governo

Imagem
Por Tiago Mesquita http://expresso.sapo.pt
O ministro Relvas é como o totoloto: anda à roda todas as semanas. É rara a semana em que não vemos o seu nome envolvido em nova polémica. Todos elas, no mínimo, duvidosas e mal esclarecidas. Curiosamente, nunca sai ( o totoloto - entenda-se). Nunca me saiu a mim, provavelmente nunca lhe saiu a si, e nunca saiu do governo o senhor ministro. Por muitas voltas que dê na tômbola das suspeitas, mantem-se no cargo. Uma espécie de Godinho Lopes da política. A saída do ministro Relvas do governo já se tornou numa espécie de chacota, motivo de todo o tipo de ironias e gozo. Um mito urbano, de estilo um bocadinho provinciano, a roçar o bacoco, da política nacional.
"O gabinete do primeiro-ministro considerou "lamentáveis e totalmente infundadas" as suspeitas levantadas pelo PS em relação ao envolvimento do ministro Miguel Relvas no processo de privatização da TAP...". Tudo isto por causa de uma notícia publicada pelo jornal "…

o ai-jesus de belém

Imagem
Nunca tanto, como este ano, encaminhei os meus passos (Passos??!) para Belém. Fui lá com os conselheiros de Estado, fui lá com a Merkel, andei por lá aos gritos, a rezar a todos os santinhos para que o rendeiro do palácio, perdão, do presépio, me ouvisse, ele e a sua Maria. Em vão. Ei-los juntos adorando o seu menino, o seu ai-jesus. Feliz Natal.
Imagem: http://wehavekaosinthegarden.wordpress.com

do abominável césar das neves

Imagem
"Esta crise é uma oportunidade de bondade, de caridade e de solidariedade. Bendita crise que nos trouxe o essencial".
In Visão, 20/3/2012

a bem da nação

Imagem
Por Fernando Dacosta http://www.ionline.pt
Vários idosos estão a receber convocatórias para se dirigirem à sede do Ministério da Segurança Social a fim de levantarem uma manta de lã, uma bilha de água e um pão de mistura. De seguida devem descer a Santa Apolónia, onde tomarão lugar num comboio especial que os levará, em vagões fechados, à serra da Estrela. Aí imobilizar-se-ão na cordilheira central, a aguardar, em boa ordem, o passamento. Este será sereno, pois o frio actua rapidamente provocando sono e desfalecimento sem dor.
A decisão, aprovada pela parelha PSD/CDS no seguimento de directrizes da senhora Merkel, vai ser promulgada nas festividades natalícias pelo Presidente da República, entrando em vigor a 1 de Janeiro de 2013.
Dando um salto civilizacional em frente, o governo português aceita assim – com grande espírito cristão – promover o ensaio da medida que (se a experiência der, como se espera, bom resultado, basta ser controlada por Vítor Gaspar) a troika aplicará seguidam…

um pão nos cornos da populaça

Imagem
Cristina Andrés, uma empresária de Vigo, vai atirar pão ao populacho resgatando, ao que parece, uma tradição do século XVII. São 3.000 os pães que a esmoler senhora arrojará das varandas da luxuosa sede da sua empresa para a mole humana que, lá em baixo, de mão estendida, tentará arrebanhar o maná vindo dos céus.
Querem saber o que é que eu acho? Que os maias tinham razão. Que amanhã se acaba o pesadelo e que este processo de retrocesso, salvo seja, irá ser interrompido à força de vendavais, ciclones, dilúvios e sei lá que mais, talvez tornados, talvez erupções vulcânicas, talvez bolas de fogo a caírem-nos na moleirinha.
Se tal não acontecer, se os maias nos tiverem enfiado o barrete, então que sejamos nós a pôr fim a este fim do mundo. Que se tome a Bastilha, que se guilhotinem as Antonietas deste vale de lágrimas onde vogamos ao sabor dos caprichos e desmandos dos novos senhores medievais.



ai que rico cheirinho a igreja!...

Imagem
Valha-me Santo Eucarário, eis o regresso da Velha Senhora em toda a sua glória, de crepes negros, vestido negro, véu negro, chapelito negro no alto do cocuruto e punhetes de renda negra nas mãos cavernosas. A cheirar a naftalina e, claro, a incenso, que o ouro mirra cada vez mais à pala do Gaspar. Ai que rico cheirinho a igreja, está-me a dar cá uma filoxera de ir à dos Mártires em pranto pelos portugueses todos!
Todo este aranzel vem à colação de uma nova que li hoje, que lá para as bandas de Braga, a Roma de Portugal onde convivem santos e arcanjos numa eterna ceia de cardeais, bispos e arcebispos, um funcionário do Santander impediu a entrada de um cliente na dependência por estar ... mal vestido.
Agora me lembro, há muito que não vejo aquela plaquita que tanto me envergonhava em piqueno (reparem como escrevo piqueno, que isto de reencontrar a Velha Senhora tem destas finesses), de tão mal vestido que andava, a roupa pingona, os sapatos cambados: RESERVADO O DIREITO DE ADMISSÃO.
P…

a caridade é linda, a caridade é linda!

Imagem

nomes falsos não são o mesmo que nomes de código?...

Imagem

não peço a demissão de relvas

Imagem
Não, não peço a demissão de Relvas. Já não chega. Peço, exijo as demissões de Coelho, Gaspar, Santos Pereira, Teixeira da Cruz, os Macedos, Mota Soares, Portas, Cristas, Moedas, Aguiar-Branco, Crato, Marques Guedes, Barreto Xavier, Morais Sarmento, Maria Luís Albuquerque, Manuel Rodrigues, Núncio, Rosalino, Morais Leitão, Brites Pereira, Cesário, Dias da Silva, Silva Peneda, Lobo d'Ávila, Santo, Barreiras Duarte, Teresa Morais, Simões Júlio, Mestre, Almeida Henriques, Silva Martins, Silva Monteiro, Nuno Oliveira, Trindade, Meireles, Diogo Albuquerque, Campelo, Pinto de Abreu, Afonso de Paulo, Leal da Costa, Ferreira Teixeira, Queiró, Parreira, Casanova de Almeida, Grancho, Marco António Costa. Fora com todos eles! O país está a ser destruído perante a complacência de alguns, a indiferença de muitos, a raiva de uns quantos que, nas ruas, nada têm conseguido. É preciso ir mais longe. É preciso que esta gente desapareça da cena política para nunca mais voltar. Fora! Rua! Basta de ba…

antes que o mundo acabe ...

Imagem
... o governo anuncia amanhã a venda da TAP. Efromovich, sabe-se, viaja logo a seguir, antes da meia-noite, para Marte. Levará Relvas consigo. Quer fazer dele o touro de cobrição que vai repovoar a Terra. Excelentes genes que farão do mundo um lugar melhor.



território angolano no estoril

Imagem
O artigo surge num site angolano contra a corrupção. O famoso edifício "Tetris" que veio substituir o Hotel Estoril Sol é, quase todo, pertença de angolanos, incluindo o homem de quem tanto se fala, Sílvio Alves Madaleno, administrador da Newshold, candidata à privatização da RTP. Transcrevo o artigo na íntegra:
O PRÉDIO DOS ANGOLANOS NO ESTORIL SOL Por Rafael Marques Morais http://makaangola.org
Nos últimos anos, o novo-riquismo angolano tornou-se lendário em Portugal. Dirigentes angolanos, suas famílias e associados de negócios têm estado a adquirir, nesta parte da península ibérica, alguns dos principais símbolos da opulência local.
Caso paradigmático é o do complexo residencial de luxo Estoril Sol Residence, que comporta três edifícios de uma arquitectura singular e controversa, em Estoril, na orla marítima de Lisboa. O complexo tem dos apartamentos mais caros de Portugal, que variam do milhão a cerca de cinco milhões de euros por unidade. O complexo é bem conhecido com…