Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro 13, 2013

para a semana há mais!

Imagem
O meu dia de ponte.

manif-estação

Imagem
Hoje, também houve manif na estação de comboios de Alcântara. Foi bonito de se ver!











uma tragédia anunciada

Imagem
Em situação desesperada, há espanhóis que estão a colocar anúncios na internet para venda dos seus próprios órgãos. Só a revolta generalizada dos povos do Sul pode deter este descalabro numa Europa que se dizia civilizada e humanista. Perante a indiferença dos donos do dinheiro e a bajulação dos seus lacaios, os governantes, vendem-se empresas, ilhas, património histórico, vendem-se rins, vendem-se notícias de optimismo e esperança, vende-se a soberania e a liberdade. Estes anos ficarão para a História como uma mancha da Europa, uma vergonha, um lento genocídio.







Mais aqui:  http://www.huffingtonpost.es/2013/10/18/vendo-rinon-necesidad-economica_n_4121050.html#slide=3022432

povo que lavas o rio

A gente vê-se daqui a nada. Até já.

este já foi da europa o hino

Longe vão os tempos em que esta música nos fazia lembrar, orgulhosamente, que pertencíamos à Europa. A Europa humanista, do Estado Social, da Escola para todos, da protecção na velhice e na doença. Vale a pena ouvi-la, especialmente nesta versão.

de visita aos amigos

Imagem
Só quem andar profundamente distraído poderá aceitar que um texto como o deste Relatório (Orçamento do Estado) – com “medidas de carácter fiscal” e “medidas transversais de caráter fiscal“, “medidas sectoriais” e “medidas setoriais” ou “expectativa de manutenção das taxas de juro” e “expetativa do valor futuro” – foi redigido “ao abrigo” de um instrumento que regula uma ortografia.
Apesar de tudo aquilo que tenho visto por aí, confesso a minha perplexidade perante fenómenos como o do “fato de ser intenção da tutela” (sim, na página 163 do Relatório).
Só quem sofrer de distracção crónica poderá acreditar que um texto com, apesar de tudo, excelentes exemplos de palavras em ortografia portuguesa europeia, como direcção, acção, protecção, reflectem,activo, subfacturação, Janeiro, electrónica, colecta, respectiva,Junho, colectivos, afectas, Julho, directos, indirectosou efectiva, se encontra “escrito ao abrigo do…”. Esperem, perdi-me. Ao abrigo de quê? Francisco Manuel Valada http://aventar…

passos coelho a julgamento

Imagem
Estou totalmente de acordo com o que Helena Roseta diz no vídeo. É tempo dos partidos mais à esquerda, dos movimentos cívicos, das associações sindicais, entre muitas outras organizações, passarem das palavras aos actos. Actos que se vejam e que dêem esperança aos portugueses. As ameaças do governo, as pressões dos partidos políticos da direita e dos agentes económicos mais trauliteiros ao Tribunal Constitucional, a ingerência por parte de organismos internacionais, já foram longe demais, ultrapassaram há muito todos os limites da decência e do respeito pelas nossa soberania, pelas instituições nacionais e pelo povo português. Estamos perante vários escândalos e este é só um deles, mas será o principal porque é ele a origem de tudo o resto: orçamentos aviltantes, desprezo pelos cidadãos, roubos feitos por tresloucados sem rei nem roque, sem lei nem grei. Portugal, e a Europa, estão cada vez mais perto de viver a mais cruel das ditaduras e, se nada se fizer, a mais mortífera das guer…

a ponte é linda, a ponte é linda!

Imagem
Obrigado, Dr. Macedo.
Mesmo com muitos descontentes com a CGTP por ter desistido da ponte-a-pé, a cada um as suas opiniões, estou em crer que a manifestação de amanhã vai ter muito mais gente do que estaria sem a publicidade que Macedo lhe deu à borla. As páginas de jornais e os minutos de televisão, em publicidade, sairiam uma fortuna. O que se poupou dá para pagar as portagens a um porradal de autocarros.
Amanhã lá nos veremos. Leve o guarda-chuva e não tenha medo da molha. Molhamo-nos mas não (nos) encolhemos.

lá está banksy a fazer das suas!

Imagem

de visita aos amigos

Imagem
O activismo político e ideológico da Comissão Europeia [CE], que deveria ser a voz imparcial dos Estados e não a voz dos credores, leva-a a deixar escapar, cirurgicamente, um documento com ameaças e chantagens sobre um órgão de soberania de um Estado soberano e de Direito – Tribunal Constitucional, apodado de activista político.
Infelizmente o mote para esta escalada, golpista de Estado, foi dado por um ministro do Governo que não temos – Paulo Portas e o seu "protectorado", o mesmo princípio subjacente ao relatório da CE, ser activista político com o argumento do activismo político/ estar-se borrifando para a Pátria com o argumento do patriotismo.
Infelizmente não temos Presidente da República que no mesmo minuto exigisse a demissão do representante de Portugal na CE e um pedido de desculpas do respectico presidente.
Infelizmente isto vem dar razão a quem não via nem um avo de vantagem em ter Durão Barroso como presidente da Comissão Europeia, depois de ter abandonado o paí…

josé saramago e o pato do dia

Imagem
Por António Fernando Nabais http://aventar.eu/
Depois do pato com laranja, a nouvelle cuisine ortográfica inventou uma receita: o “pato com o diabo”. Não me espantaria que tivesse origem na criação de patos de silêncio, esses simpáticos palmípedes anunciados ao mundo graças aos bons ofícios do chamado acordo ortográfico.
A nova iguaria pode ser encontrada na 12ª edição de Caim, de Junho de 2011, como é possível ver-se na imagem supra, tratada com o habitual desvelo pelo João Roque Dias. Poder-se-ia dizer que José Saramago, depois fazer viajar um elefante até Viena, mandou um pato para o inferno, terrível crueldade. Note-se, ainda, que esta obra faz parte do Plano Nacional de Leitura: aliás, a descoberta do animal deve-se a um aluno de 12º.
É claro que o “pato com o diabo” não está no original. Saramago usou e abusou do engenho e da imaginação, sem que isso implicasse maltratar a ortografia.
O contrato com o demónio que se transformou em parente de Donald será, portanto, mais um result…

dos podres da nação e outras prosas bárbaras

Imagem

de visita aos amigos

Imagem
Henrique Monteiro http://henricartoon.blogs.sapo.pt/
Cavaco Silva continua a brincar com as palavras. Na sua carteira de títulos estiveram, antes de ser presidente, acções da SLN (detentora absoluta do BPN, cujas acções mais ninguém possuía). Continuar a dizer o contrário, escondendo-se atrás da afirmação (antiga) de que o investimento nesses títulos foi feito por um banco a quem entregou as poupanças é tomar as pessoas por parvas. Cavaco Silva teve, como ele próprio reconheceu, acções da SLN na sua carteira de títulos. Lucrou, tal como a sua filha (imagino que tivesse as suas poupanças no mesmo banco), com a compra e a venda de acções que não estavam em bolsa e cujo o valor, na compra e na venda, era decidido pela própria SLN (com valorizações absurdas). Pode ser mais ou menos grave, mais ou menos importante. Mas a verdade é esta. Logo, o suposto esclarecimento de Cavaco não é esclarecimento nenhum e o seu desmentido é uma mentira completa. Provada por documentos publicados na comunic…

o contínuo ciclo do lixo irrevogável

Imagem
Por Ana Sá Lopes http://www.ionline.pt
Portas cobriu-se de ridículo na conferência de imprensa da sétima e oitava avaliações da troika - em que afirmou aos portugueses que não havia novo pacote de austeridade. Passos Coelho fez o mesmo na sessão na RTP. A apresentação do Orçamento do Estado deveria cobrir os dois de vergonha.
Afinal ainda havia quem acreditasse que com Portas aos comandos das negociações com a troika os colonizadores iriam ser convenientemente enfrentados e que, juntos, Portas e António Pires de Lima seriam o rosto de um alegado "novo ciclo" que chegaria no fim do arco-íris. Se a palavra de Paulo Portas não vale um avo neste momento, o partido dos pensionistas faleceu. Pires de Lima é mais elegante que Álvaro Santos Pereira e Paulo Portas tem mais capacidades comunicativas que Vítor Gaspar. As diferenças esgotam-se aqui, no meio do lixo, da depressão e da caminhada para o abismo.
O Orçamento do Estado é um documento vergonhoso, que privilegia os grandes inte…

é urgente um exorcismo que escorrace o grão-tinhoso

Imagem
Tem muitos nomes e assume muitas caras para melhor nos levar à certa. Tanto lhe chamam diabo como satanás, satã ou demónio, chifrudo ou grão-tinhoso, demo ou dianho, diacho ou capeta, belzebu ou maligno, mafarrico ou diabrete. Eu cá chamo-lhe, por inteiro e com a certeza que me dão as evidências, Pedro Manuel Mamede Passos Coelho, o que veio das funduras para nos tramar. É no seu inferno que temos vivido nos últimos dois anos. O inferno da fome, do desemprego, do empobrecimento contínuo, num diabólico ciclo de centrifugação, trituração e tormentos sem fim à vista. Ele tanto tem sido íncubo como súcubo, tanto tem abusado de homens como de mulheres, para ele dá-lhe igual o sexo dos mártires desde que consiga os seus intentos, tanto lhe dá como lhe deu que sejam novos ou velhos, empregados ou desempregados, doentes ou sãos as suas vítimas, condenadas que estão ao fogo eterno. É tudo carne para a fornalha maior depois de, está bom de ver, terem pago a sua continha na Terra, liquidada que…

de visita aos amigos

Imagem
Ilustração de Gui Castro Felga http://blog.5dias.net/
Lembram-se quando o Presidente da República falava em limites para os sacrifícios? Não foi há muito tempo. Era outro o governo. E era outra a interpretação de Cavaco. Mas dava-nos jeito que tivesse um pouco de vergonha na cara. Afinal, o homem ainda é o mais alto magistrado da Nação. Infelizmente. Texto de José Teófilo Duarte http://www.blogoperatorio.blogspot.pt/
Hoje lá recebi a cartinha. No remetente, a Segurança Social. No destinatário, o criminoso que precisa de fazer uma apresentação quinzenal ao Estado, eu próprio. Lá dentro, o ISS convida-me encarecidamente a reembolsar 6% do valor dos subsídios de desemprego de Agosto e Setembro. O Estado precisa, eu tenho de devolver. Toma lá que é para não não me armar em desempregado. Quem me mandou sair de uma empresa que já me devia cinco meses de ordenado? Se não encontro trabalho, é porque não quero, sou um parasita. A esmola que o Estado me dá todos os meses é necessária para desenvolv…

os engates e indecências de um coelho insaciável

Imagem
Acha as fotografias de sexo indecentes? Acha que estou a passar das marcas ao estigmatizar este pobre sítio, conotando-o com o acto carnal que perpetua a vida?
Eu justifico-me, se tiver a fineza de me continuar a ler.
Indecente é termos um coelho a copular-nos. A violação é constante e grosseira, quanto mais tem mais quer. Em dois anos, perdemos muito, perdemos quase tudo. E ele não se vai ficar por aqui. As ganas com que se tem atirado a nós são nada, são preliminares, comparadas com o que está para vir. O nosso silêncio encoraja-o a investir as vezes que quiser, como quiser, com a brutalidade que lhe aprouver, que de sádico e de louco tem ele e não é pouco. Tudo porque nos temos limitado a desviar a cara, a fazer uma careta, a fechar os olhos e a fingir que ele não nos está por cima a conspurcar-nos. Para ele, Portugal é um prostíbulo onde vai para se servir de carne fresca e dos lucros na caixa-registadora. Enxotá-lo, só, já não basta. É preciso castrá-lo, nem que pela força castr…

queixa-crime

Imagem
Ontem, Mário Soares sugeriu que Cavaco Silva devia ser julgado por causa do caso BPN. Solícito, pressuroso, protector da honra do chefe, Duarte Mendes, deputado do PSD, o mesmo partido de outro Duarte, o Lima, defende que Soares deve ser alvo de penalização criminal.
Esta carta não prova nada. Mas convinha ser esclarecida. Ao menos isso. Quem não deve, não teme.

roubos escondidos são os que lhes sabem melhor

Imagem
O crime fácil não dá pica. É como assaltar uma velhinha, por esticão, numa rua deserta. E as gentes que, governando-nos, se governam, sabem disso. Do que gostam é de desafios difíceis, de arriscar cada vez mais, de violar a Constituição e de nos violar a nós, sem preservativo para que o risco seja maior.
Leia-se:
"Os cortes nos subsídios de desemprego e doença estão em vigor desde 25 de Julho, no entanto, o governo não aplicou estes cortes em Agosto e Setembro, antes das eleições autárquicas. Agora, está a enviar cartas a exigir que os beneficiários dos referidos subsídios devolvam, no prazo de um mês, o dinheiro dos cortes que não foram efectuados."
Lembro que estes cortes tinham sido declarados inconstitucionais pelo respectivo Tribunal.
Mais em: http://www.esquerda.net/artigo/governo-cobra-retroativamente-cortes-nos-subs%C3%ADdios-de-desemprego/29892
Imagem: Nuno Ferreira Santos/http://p3.publico.pt

a grande revolução da língua portuguesa

Imagem
Cágado ou cagado? Acta ou ata? Acto ou ato? Fricção ou Frição? Cacto ou cato? Facto ou fato? Omnipotente ou onipotente? Egipto ou Egito? Súbdito ou súdito? Aritmética ou arimética?
É por estas e por outras que tais que não adoptei a nova ortografia. É areia demais para o reservatório que carrego no cocuruto.
Mas, como se não bastasse o acordo com o qual a maioria está em desacordo (mas também não estão de acordo com o governo e este não cai nem por nada), aparecem-me agora os criativos governantes da Nação - ainda ontem dizia que as ideias lhes jorram dos cérebros como merda em cu de elefante diarreico e não ando longe da verdade - com um vocabulário totalmente diferente daquele que aprendi.
O mal deve ser meu, que resisto à mudança, que não me adapto aos novos tempos, que sou um parafuso pelos vistos enferrujado nesta engrenagem que se quer oleada, limpa como cueiro de recém-nascido.
No meu tempo, quando se mandava um empregado para o olho da rua dizia-se Despedimento. Agora não. Ago…

cerco ao constitucional

Imagem
Coelho e as crias da coelheira tudo têm feito para atropelar a Constituição. É notória a sua aversão ao Tribunal Constitucional, o único incómodo que sofrem num país onde, salvo raras excepções, os partidos, figuras públicas e organizações de trabalhadores não os beliscam por aí além, uma manifestação aqui, uma vaia acolá, e não se passa disto.
Coelho e as crias da coelheira mostram como, além de seres desprovidos de qualquer laivo de humanidade, números para quem as pessoas são números, são também vingativos. De acordo com o OE para 2014, o Tribunal Constitucional vai ser a única instância judicial a ser afectada por um corte no seu plafond. Todas as outras - Tribunal de Contas, Supremo Tribunal de Justiça, Supremo Tribunal Administrativo e Conselho Superior de Magistratura - verão aumentados os seus fundos.
Cá se fazem, cá se pagam. Lá fora comes. Ai se te apanho. Agarrem-me que eu vou-me a eles. Estás aqui estás a comer.

uma canção para coelho, que anda lá por fora a lutar pela vida

Imagem
Esfalfa-se em viagens, conselhos de ministros, encontros com os jornalistas, seminários, debates no parlamento, contactos e beija-mãos com Merkel, José Eduardo dos Santos, Christine Lagarde, Barroso. Luta como um leão, nunca como um coelho, pelas nossas vidas. Sabe que, empobrecendo-nos, nos torna mais fortes. Merece uma canção. Merece um caixão. Pelo menos o da História. Pelo menos o da memória.
Lá por fora. Fora!

welcome to portugal, a paradise on earth

Imagem